Wiki Creepypasta Brasil
Advertisement

Olá eu sou a Beatriz moro em São Paulo-SP, eu não sei como começar isso mas bem tudo começou numa sexta-feira a noite; eu tinha ido ao shopping com minhas amigas a Raissa, a Mariana e a Vitoria. Como o shopping era perto do nosso prédio (nós morávamos juntas. A Mariana e a Vitoria no 5 andar e eu e a Raissa no 4 andar) resolvemos ir andando,(até porque nós gostávamos de caminhadas, mesmo sendo perigoso)então foi ai que tudo começou: Eu derrubei a minha bolsa no chão, e quando fui pega-la, eu vi um livro de capa dura, a cor da capa era azul-escuro, admito que na hora fiquei meio assustada, olhando aquilo... Então de repente eu ouvi um grito: era a Raissa:

--Oque é aquilo? Ahh

Era uma pessoa com roupas antigas, mas essa pessoa era muito sinistra! Nós tentamos correr atrás dessa pessoa,(pensando agora isso foi arriscado, pois podia ser um criminoso ou algo do tipo) mas quando ela dobrou a esquina simplesmente desapareceu...



Eu, quis bancar a corajosa e resolvi falar:

-Vamos là pro meu apartamento (o 4º andar) ler o livro!

Elas se olharam e Vitoria questionou:

-é mesmo uma boa ideia?

-É claro, sua medrosa! Disse a Mariana, a mais corajosa da turma.

Quando chegamos em meu apartamento abrimos o livro e nele estava escrito: " Creepybook



Vocês gosta de Creepypastas?

Historia 1-----------------------------------------------------------------Área de Teste

Historia 2----------------------------------------------------------------Apenas um copo

Historia 3---------------------------------------------------------------- A Mensagem do Futuro

Historia 4----------------------------------------------------------------- Seus Pais Sairam

Historia 5----------------------------------------------------------------- Voltando da Escola




Historia 1

fonte:http://www.minimundos.com.br/forum/threads/16049-Creepypasta-Minimundos-%C3%81rea-do-Teste

Por motivos pessoais não pude conta isso antes, peço que acreditem em mim, mas se não quiserem acreditar eu irei entender.

Eu sempre fui uma pessoa extremamente viciada em minimundos. Passava praticamente o dia todo jogando e quando voltava da escola ficava até de madrugada. Eu sempre achei o Minimundos um jogo muito bom para se jogar, quero dizer, eu achava.

Um tempo atrás no natal de 2013 eu tinha mandado o pedido de amizade para a Mari Minimundos, e na meia noite ela estava na praça central(pois havia ocorrido uma manutenção para personalizar a praça para o natal).Eu fui lá para conferir como estava a praça e a Mari estava lá e automaticamente apareceu uma mensagem no canto da tela que dizia que a Mari havia aceitado o pedido de amizade o que me deixou muito feliz. Depois de um tempo notei que quando era por volta de meia noite a Mari entrava esempre ficava em um local chamado “Área do Teste”, o local era aberto somente para membros é claro. Mas uma coisa me intrigava, o que tinha lá?

Então uma noite por volta de 23:00 horas eu estava no computador pronta para ficar lá até o dia clarear, meus pais já tinham dormido, então entrei na minha conta no minimundos e como sempre Mari estava online na área do teste. Então eu segui ela com a esperança de entrar na tal “área do teste” e como sempre aparecia a mensagem “Você não tem permissão para entrar nesse mundo” algo assim. Então do nada um sentimento de ódio misturado com loucura veio em mim, e eu comecei a atualizar o mundo igual uma louca, eu atualizei várias vezes, devo ter ficado uns 10 minutos atualizando sem parar o mundo, foi então que eu falei uma coisa que eu nunca deveria ter dito:

“-Caramba eu venderia até minha alma para saber o que tem nesse lugar!”

Nem eu mesma sei porque disse isso. Foi então que o mundo atualizou sozinho, a foto do mundo era um borrado vermelho escuro, e a barra de login só ficava em 0%,em questão de milésimos a tela de login sumiu e no lugar apareceu uma mensagem que dizia “você tem permissão para entrar nesse mundo?”

Claro que cliquei em sim, mas antes disso notei que não tinha a opção “não” ou seja para recusar a entrada no local. O lugar carregou e posso dizer que nunca tinha ficado tão feliz na minha vida, me sentia como a pessoa mais importante do minimundos. Quando o mundo carregou vi que era um lugar meio macabro, era uma ponte bastante estreita, então meu mini se virou para mim sem eu fazer nada e olhou fixamente para a tela como se estivesse me olhando e começou a usar o emote de choro sem parar, mas algo perturbador ocorreu, não era aquele som do emote de choro que todos estão acostumados a ouvir, era o som de um choro de pânico misturado com alguns gritos um som infernal que eu nunca irei esquecer,eu tentei abaixar o volume mas era inútil foi ai que o som parou.

Eu assustada e sem entender o que tinha acabado de acontecer fiquei alguns segundos encarando a tela para ver se mais algo estranho iria acontecer e nada aconteceu,então andei pela ponte que parecia não ter fim e do nada começou uma música um pouco macabra que quanto mais eu andava mais o som ficava alto.Eu ficava cada vez mais assustada mas eu não podia desistir depois de tudo eu andei,andei e andei e aquela ponte não tinha fim,então quando estava quase desistindo um sinal de que eu estava chegando em algum lugar surgiu, começou a cair faíscas e meu mini começou a andar mais rápido como se estivesse tentando correr foi então que as chuva de faíscas ficou forte o que foi fazendo meu mini pegar fogo,eu olhei para aquilo sem saber o que fazer fiquei apavorada com aquilo e olhava a tela sem saber o que fazer.Foi então que automaticamente o jogo ficou em tela cheia e meu mini se aproximou da tela e como se fosse sair e começou a bater na tela e gritar por socorro,quando ele começou a gritar algo me arrepiou o corpo inteiro,era a minha voz era como se eu estivesse gritando por socorro eu queria desligar o computador era como se algo me impedisse, então todo o corpo do mini pegou fogo enquanto ele ainda gritava por socorro e do nada ele explodiu enquanto eu tinha uma horrível visão de seus membros espalhados por todo o mundo.

Eu chocada sem conseguir me mexer olhei a tela paralisada com uma enorme vontade de vomitar,então outro mundo começou a carregar e quando carregou era todos o membros oficiais da equipe do minimundos,os gráficos do jogo tinham mudado e ficado incrivelmente realistas os membros da equipe olhavam para a tela com um sorriso largo e assustador e depois,suas cabeças explodiram e toda minha tela ficou vermelha de sangue e logo apareceu a seguinte mensagem na tela:

“SUA ALMA”

Eu dei um grito enorme e logo depois desmaiei.Acordei no meu quarto e meus pais quase ligando para a ambulância, meu computador queimou eu contei a história para os meus pais mas eles não acreditaram em mim,ninguém acredita em mim,eu vejo coisas sinto que algo está me perseguindo, eu não consigo dormi.Minha conta do minimundos foi excluída e eu não tenho mais a coragem de entrar no jogo.


Sei que muito não vão acreditar e eu entendo,só peço para que nunca,jamais tentem entrar na área do teste.


Historia 2

fonte: Sobrenatural.org Relatos

Apenas um copo...

Nas férias de dezembro do ano passado, fui pra Barra Longa - MG, como todo ano faço. Foram também primos, tios e várias pessoas, e onde tem uma roda de Mineiros, tem história de assombração pra contar!

Após terminarmos de cumprimentar os parentes, eu e meus primos fomos para varanda, lá a gente trocou idéias até surgir a idéia de fazer a Brincadeira do Copo. claro que minha prima Bianca discordou na hora, mas como a maioria, quis brincar. Lá fomos nós. Eu estava gelada, quase não conseguia respirar, acho que estava com um pequeno medo dentro de mim, e tenho certeza que meus primos também estavam assim. Colocamos uma folha de cartolina branca sob a mesa e desenhamos o jogo, como se pede, precisava de um copo virgem, então conseguimos um. Claro que achamos que nada daria certo, ainda mais com um jogo desenhado, mas nada foi como a gente pensou. Colocamos as mão sob a mesa (pra ninguém trapacear) e começamos a fazer as perguntas. Nada aconteceu, nada mesmo, nos levantamos e começamos a rir, nos chamando de idiotas, até que quando olhas para trás, o copo estava no lado esquerdo da mesa, sendo que antes estava no centro. Um vento forte passou e a luz deu uma piscada, algumas primas correram, mas claro que o primo Marcelo as segurou, pois percebemos que o jogo teria começado, começei a chorar e implorar para aquilo parar, mas nada adiantava, até que sentamos novamente, demos as mãos, e pedimos pra sair, um vento tão forte passou que o copo se mexia, não tocamos nele, pois essa é a regra do jogo, ele foi se deslizando até cair no chão, mas como sabem, no fim do jogo, todos terão uma consequência...

Primeiramente Bianca pisou num pedaço do copo, Marcelo caiu do muro, Mateus cortou gravemente sua mão, Larissa quase morreu afogada numa lagoa, Um machadiho acertou o dedo da mão de Roberto, eu quase morri afogada na piscina (pois não conseguia subir até a superficie)... Todos nós tivemos uma consequência, claro que meus tios ficaram se perguntando que estranho era ocorrer um acidente atrás do outro, mas nunca contamos o que realmente houve naquela noite.

Acreditem se quiserem, pois meus primos são a prova de tudo que aconteceu naquela noite.


Historia 3

fonte:http://creepypasta-brasil.blogspot.com.br/2011/10/mensagem-do-futuro.html



A Mensagem do Futuro


Não descarte esta história como se fosse trabalho de algum lunático delirante. Há algum sentido, apenas continue lendo...

Veja bem, todos nos perguntamos se é possível viajar no tempo, não é? Bom, deixe-me contar uma coisa. Na verdade, eu sou do futuro. Sério. Sei que você provavelmente não está acreditando, mas eu sou realmente do futuro. Se você pensar bem, isso é algo grandioso: conseguir ver eventos passados, assistir acontecimentos não revelados, coisas assim. Nós saberíamos mais agora, do que jamais seremos capazes de saber.

Atrás de toda essa diversão, há um aspecto muito sério. Nós não devemos visitar nossa própria vida, nem NUNCA interagir com nossos "eu" passados. Deixe-me contá-lo, eu estou quebrando uma regra neste exato momento. Sim criança, você está falando com você mesmo. Seu ego futuro. Eu serei executado por isso, você sabia? Eu aceitei. Por falar com você eu estou prevenindo algo PIOR que a morte. Eu não posso dizer exatamente o que é, porque os filtros podem me pegar. Só posso dizer que isso está mais próximo do que você imagina.

De uma forma ou de outra, eu posso enviar uma pequena mensagem, confie em mim. Sutil o suficiente para passar despercebida pelos detectores.

Você deveria ler a primeira palavra de cada parágrafo, agora.

Historia 4







Seus pais saíram,


você está sozinho em casa, e escuta no noticiário o perfil de um assassino que está foragido. Você olha para porta de vidro que leva ao quintal e nota um homem parado na neve. Ele se encaixa perfeitamente no perfil do assassino, e ele está sorrindo para você.

Você engole em seco, pega o telefone à sua direita e começa a discar 190. Você olha novamente para o vidro enquanto leva o telefone para sua orelha, e percebe que o homem está muito mais perto de você agora.

Você derruba o telefone em choque. Não tem nenhuma marca de pegadas na neve.

Aquilo era um reflexo...




Historia 5

fonte:

Voltando da Escola

Julia voltava da escola junto com sua amiga Valentina, até que Valentina atravessou a rua e continuou sua caminhada. Julia estava com medo, pois era de noite e ela morava perto de um cemitério, até que de repente, ela ouve uma voz:

-Oi, qual o seu nome?

Julia apavorada olha para trás e ve uma menina atrás dela

-Meu nome é Julia e o seu?

A menina não responde

-Você esta perdida?

-Não, mas eu estou com medo, me acompanha até em casa? é logo ali!

-Ok!

Julia começa a ficar com muito medo, pois ela já tinha escutado e lido algumas historias de terror

então depois de caminhar um pouco elas chegaram perto do cemitério, quando Julia olhou para o lado, a Garotinha não estava mais lá ela começou a gritar

-Cade você? aparece!

até que ela ouviu uma voz vinda do cemitério:

-Obrigada por me deixar em casa!"


Depois disso saímos correndo do apartamento, e deixamos o livro na rua, no mesmo lugar que achamos...

E quando estávamos voltando, vimos um bilhete:

Obrigado por ler e devolver

-Creepybook, o seu livro de Creepypastas"


Não sabemos oque aconteceu, se foi um trote de Halloween ou na pior das hipóteses algo sobrenatural, prefiro acreditar que foi um trote... Mas de qualquer forma eu e minhas amigas estamos bem...



Gostaram da historia? Então deixem seu comentário e se não gostarem deixem suas criticas e observações


OBS: se você gostar da historia pode coloca-la em seu site ou blog mas com os créditos

se gostarem comentem se não gostarem falem oque pode melhorar.

é uma das minhas primeiras creepys então...
Advertisement