Wiki Creepypasta Brasil
Advertisement

lá estava eu, jogando video-game (não é uma creepypasta sobre videogames, ou é?), quando veio um amigo meu, o nome dele era Max, o sobrenome: Fillies, ele me convidou para ir na casa dele, ver coisas no sotão e ETC. mas eu não sou burro não, eu só ia ficar perto da escada, vigiando... (eu não sou tão covarde, mas é claro que algo daria errado, dãããã!) bom, chegamos lá na casa dele e por enquanto tudo bem, aí veio uns 2 punks adolescentes, daqueles que parecem adultos, sabe? mas continuando, os dois estavam só rindo... aí apareceu um fantasma DE PAPELÃO, eu não tomei susto, aí eu disse assim:

Eu: sério isso?

Adolescente 1: droga, martin, vamos embora!

Adolescente 2, agora conhecido como Martin: é Tom, eles já vão se assustar...

Tom: tchau...

Eu: ããã... tchau?

fomos para o sotão, tava que nem uma prisão, cheio de teias, aranhas ETC. aí Max sentiu um calafrio

Max: ui, que frio!

então ouvimos barulhos de metal, Max se assustou, e fugiu...

Eu: que droga Max!

Max (com medo): mas você não ouviu o barulho?

Eu: deve ser só coisas para churrasco, seu burro!

Max: ah tá... vou buscar uma lanterna...

aí foi que eu ouvi o barulho de metal tilintando, de novo... eu fui ver e para minha surpresa, tinha alguém, eu apontei a lanterna nele, parecia um assasino de filme de terror, cheio de sangue, com uma máscara de hóquei, ai eu peguei uma shotgun, e munições, que estavam ali perto, e atirei no cara, ele morreu... mas... veio um monte de aranhas de um buraco que eu deixei na parede sem querer, eu não tenho medo de aranhas, mas eu fugi, e tranquei o sotão, até que alguém abriu, era uma versão podre, cheia de teias e buracos daquele assasino, que eu vou chamar agora de: Açougueiro (não é tão criativo, eu sei) aí ele disse

"es agnus dei parce mihi?"

parecia que ele era doido... parte 2, depois...

Advertisement