Wiki Creepypasta Brasil
Advertisement

Depoimento de roberto:

-Meu deus, MEU DEUS! eu nunca pensei que aquilo era real, quando me dei conta ele ja estava la CAÍDO COM OS MIOLOS ESTOURADOS(choro)...

eu deveria ter percebido, deveria ter notado, como fui burro!

Detetive : -Roberto, conte o que aconteceu antes do ocorrido, mas antes tome um copo de água pra se acalmar.

Roberto : -(Gole de água),Há uns dia atrás nós havíamos começado a planejar a fazermos algo ousado, nós queríamos fazer algo arriscado pra marcar nossas vidas.Bem ELE queria. Ele convenceu a todos nós alguns dias atrás ele chamou a mim, marcos, rita, lucas e o coitado do Fernando que era o mais medroso de nós e ele nos avisou de que aquilo não daria certo.Mesmo assim ele conseguiu nos convencer de ir para o lugar ONDE ESSA MERDA ACONTECEU.

Detetive : -Esse lugar, onde ele é? Por que ele é tão especial que só podiam fazer lá?

Roberto : -Eu só sei que aquela casa era da tia dele, tirando isso não sei mais de nada...(choros de medo).

ele não me contou nada.DROGA, ele era meu melhor amigo e não me contou nada!

Detetive : -Roberto o leonardo tinha algum motivo pra fazer o que fez?

Roberto : -AS VOZES, meu deus AS VOZES, ele dizia que ouvia vozes na cabeça dele o tempo todo. Eu me pergunto como ele aguentou por tanto tempo ouvi-las dizer aquelas coisas horriveis?Oh deus!


O Caso da casa 461 parte 2/6

Depoimento de marcos: 

Detetive : -Marcos conte o ocorrido desde o inicio.

Marcos : -Uma semana antes, na sexta feira de manhã(Marcos toma um gole de água) eu acordo com uma mensagem no celular do Leonardo:"Acorde cara rápido,me encontre na minha casa daqui a uma hora eu ja chamei o resto da turma, estou preparando algo que vai fazer vocês pirarem!

Detetive : -O que tinha deixado ele tão animado?

Marcos : -Eu vou contar do mesmo jeito que ele começou quando chegamos lá na casa dele.Mais antes de mais nada ja aviso que ele não era uma pessoa muito "sóbria" digamos assim,ele curtia algumas coisas proibidas.(Ele tomou outro gole de água)Não falo só de alcóol ou drogas to falando no geral mesmo.Enfim.Quando chegamos la ele nos explicou uma historia antiga sobre uma parente dele,acho que era uma prima ou tia, que havia acontecido algo com ela, não se sabe até hoje se ela esta desaparecida ou morta,ao menos foi isso que ele falou quando estavámos todos juntos porém existe uma verdade por trás disso mais antes tem de saber de outra coisa,ele disse que essa tia dele era de uma ceita chamada Lucifer discipuli, ele disse que queria apenas brincar com isso sabe?ele é aquele adolescente ousado que não tem medo do que ele não acredita e disse que queria provar que esse papo de demônios não existe, ele estava muito debochado quando dizia isso, nossos amigos toparão por que também não acreditavamos nisso (voz deprimida) até que...nossa,isso aconteceu...(Tosse).Bem isso foi a historia que ele contou a todos antes deles sairem, mais depois ele me chamou(Tosse forte!) pra conversar em particular e ELE ME CONTOU TUDO ME CONTOU COMO IAMOS FAZER, AQUILO ERA VERDADE...

De repente Marcos cai da cadeira com a boca espumando.

Detetive : -Marcos?Marcos? alguém ajude agora!chamem uma ambulância ele está tendo um ataque!

Mais de nada adiantou,Em apenas um segundo marcos ja estava morto de repente, sem razão aparente.


O caso da casa 461 parte 3/6

Depoimento de rita

Detetive : -Rita eu entendo que está em estado de choque, aconteceu muita coisa pra assimilar em tão pouco tempo, por isso agradeço a sua cooperação,deve ser dificil pra você tudo isso ja que leonardo era seu namorado não é mesmo?

Rita: -Sim, nós ja namoravamos a um tempo(Cai uma lágrima sobre ela e ela estava com a voz meio rouca)

Detetive : -Olha rita eu vou ser bem direto, até agora nenhum de vocês falou muita coisa que era realmente concreta,roberto  não sabia de muita coisa, falou algo sobre vozes, e marcos?quando ele ia falar alguma coisa ele morre de repente,que conveniente não?

Rita : -vocês conseguiram descobri a causa da morte dele?

Detetive : -envenenamento, só não sabemos onde e nem como ele tomou o veneno, mais enfim eu sinto muito por estar passando por tudo isso,sei que marcos era seu melhor amigo e ele morreu antes de que pudesse falar algo crucial sobre esse caso, e já que você era namorada do leonardo eu sei que você provalvemnte sabe de tudo então por favor esclareça esse caso pra mim agora.

Rita :-Ok detetive eu vou falar tudo que eu sei.Os meninos ja devem ter dito sobre o que ele queria que agente fizesse certo?

Detetive : -Não muito, falarão algo sobre uma ceita e sobre onde iam fazer alguma coisa,mais necessariamente o que vocês iam fazer?

Rita : -Nós iamos fazer um ritual de invocação e iniciação, o Leo queria provar que essa coisa de demônios era mentira e provar que a ceita que a tia dele servia estava errada.

Detetive: -Como era esse ritual?

Rita : - O ritual deveria começar a meia noite, O ambiente tava iluminado por velas que estavam em volta de um pentagrama desenhado por tinta preta em cima do piso marrom, Estavamos em um comodo que tava fechado ele só tinha uma janela e uma porta,acho que era um dos quartos da casa, nois tinhamos que ficar cada um em uma ponta do pentagrama e um no meio,Leonardo estava no meio(Voz de choro), mais a forma como ele nos descreveu de como seria e como realmente foi eram muito diferentes, ELE NÃO NOS FALOU QUE AS COISAS IAM COMEÇAR A QUEBRAR (Suspiro)ele não falou que ia falar aquelas palvras esquisitas em latim ele só falou que iamos fazer algumas perguntas como se fosse um jogo e que iam responder com batidas.

Detetive: -Que palavras?

Rita: -Algumas coisas estranhas como:"Veni, domine mi",ou "Veniat diabolus" e mais algumas coisas estranhas que eu não entendi, depois que ele falou essas palavras as velas se apagaram e coisas na casa começaram a se mover, a bater na parede e a cair e quebrar, mais veio o pior vieram as vozes e de repente ele puxou uma arma da calça e atirou na própria cabeça!

Detetive: -Essa é a parte que eu não entendi, o que eram essas vozes? o que levaria um jovem a se matar só por um ritual satanista?Rita você sabia que ele ia fazeer isso?

Rita : -hum...

Detetive : -fale das vozes primeiro depois vamos a outra questão.O Que elas diziam?

Rita : -Muita coisa, elas falavam todas ao mesmo tempo mais eu não conseguia entender merda nenhuma!

Detetive : -Ok Rita me fale sobre o momento em que ele tirou a arma do bolso e se matou, você tem alguma ideia do motivo dele querer fazer isso ?ja que pelo que eu entendi ele não acreditava nessas coisas então eu não acredito que ele tenha se matado em forma de sacrificio ou adoração(detetive falou meio arrogante)

Rita : -Senhor ele havia mudado muito nos últimos dias,não era o mesmo.

Detetive : -Como assim?

Rita : -Detetive eu não me sinto capaz de falar sobre meu namorado agora acho que um dos "amiguinhos dele" possa descreve-lo melhor como ele havia mudado,eu juro que contei pro senhor tudo que posso,por favor (Suspiro)

Detetive : -Ok 


O Caso da casa 461 Parte 4/6

Depoimento de fernando

Detetive : -Boa noite fernando

Fernando : -Bo...bo... boa noite(voz trêmula)

Detetive : -Fernando, Eu sei que vocês passaram por poucas e boas essa noite, mais preciso que me diga a sua versão da historia, porque você acha que isso aconteceu?algum motivo especifico?

Fernando : -Os outros não te contaram?

Detetive : -Contaram oque?

Fernando: -Sobre O Leonardo?Como ele era?

Detetive : -Diga LOGO o que esta querendo dizer!

Fernando : -LEONARDO ERA UM VICIADO! ok? Ele era um puta dum viciado em heroina mais nem ele nem o resto da turma queria dizer isso, Aquele arrombado Enganou a todos nós, NUNCa disse o que ele ia fazer ali

De repente parecia que todo o medo do fernando Havia se esvaido naquelas frases, a sala ficou com um tom um pouco mais sobrio.

Detetive : -Me diga tudo que sabia sobre ele, sobre o que ele estava fazendo.

Fernando : -Ele era usuário de metanfetamina ja faz um tempo, mais esse não era o único problema dele ultimamente, ele de um ano pra cá havia ficado sombrio agia como se o mundo a sua volta não valesse mais a pena e parecia sempre distante, mais não do tipo pensativo, e sim do tipo "maligno" sabe?.Bom agora eu tenho que dizer uma coisa, minha familia curte muito desses casos sobrenaturais por isso eu cresci com muito medo disso, mais graças a isso eu tenho um certo conhecimento de ocultismo e graças a isso eu tenho uma teoria de que os outros nem imaginam.

Detetive : -Qual?

Fernando :-Após analisar o ritual de ponta a ponta eu sei porque ele se matou, o tipo de ritual que ele fez foi para entrar em uma ceita chamada Veniat diabolus...

Detetive : - CORTA ESSA, seus amigos vieram aqui e repetiram essas mesmas coisas...

Fernando : -Pois é, mais aposto que eles não te contaram que esse ritual precisa do sacrificio de duas almas certo?

Detetive : -Fale

Fernando : -Alguem ja deve ter te contado(ou você ja deve ter suposto você mesmo) que a tia do leo morreu nesses mesmo ritual não é?Mais porque só a tia dele morreu nesse ritual se são preciso sacrificio de duas almas?

Detetive : -Meu deus, ele não estava começando o ritual do zero, ele havia continuado de onde a tia dele parou!

Fernando : -Exatamente,bom essa é minha teoria.

Detetive : -Isso quer dizer que talvez ele estava de certa forma fazendo parte do ritual que sua ela fez, mais como?

Fernando : -isso eu não sei.

Detetive : -Esse ritual, conte mais como ele funciona.

Fernando : -Ele precisa ter pelo menos 4 participantes mais nois fizemos em 5,tem que ser em um local familiar,tipo a sua casa ou a casa de um familiar por exemplo, acho que foi por isso que ele escolheu aquele lugar talvez, e em teoria se você seguisse as regras do ritual você entraria para a ceita e seria uma espécie de filho do próprio lúcifer, o ritual precisa de velas brancas e um pentagrama,(talvez ele estivesse tentando consertar o ritual da tia dele mesmo porque os boatos dizem que nele usaram velas pretas)o ritual precisa ser feito durante a noite, não importa a hora, mais precisa ser a noite, e o mais importante de tudo, você precisa ter um familiar presente, isso quer dizer...

Detetive : -Sim, quer dizer que preciso falar com o lucas


O Caso da casa 461 parte 5/6

Depoimento de lucas

Detetive : -(Gole de água)Lucas vamos direto ao ponto, eu sei que você tem alguma coisa importante pra me falar, você era irmão do leonardo Certo?então diga sua versão e me diga algo novo!(Detetive fala com determinação)

Lucas : -O Que eu posso dizer que meus amigos ja não disseram?dizer que meu irmão era viciado? ou do acidente da minha tia?

Detetive :-Acidente ? me conte como era seu relacionamento com seu irmão?e como foi esse "acidente"(voz de desintendido) que causou a morte  da sua tia?

Lucas : -Olhe aqui detetive não fale assim da minha tia, não me interessa que você não acredite que era um acidente ou que ela foi assassinada!

Detetive :-Eu nunca disse que sua tia foi assasinada.Engraçado você parece nervoso.Algum problema?

Lucas :-(Suspiro aliviado) Er...HA HA...hahahahahahaha,(Voz macabra) desculpe haha, mais essa situação é tão engraçada,você desconfia de mim mais não tem provas e fica tentando arrancar alguma coisa.hahahaha.

Detetive :-Vou te dizer o que eu desconfio de você e do seu irmão,vocês dois estavam no ritual da sua tia, na casa 461,vocês matarão ela,estou certo? porém alguma coisa deu errado,porque vocês precisavam de duas almas mas apenas matarão a sua tia e por isso não conseguiram entrar naquela ta de ceita, estou certo?

Lucas :-bom você provavelmente vai morrer em alguns minutos,então acho que não tem problema se eu te contar algumas coisinhas.Primeiro: você esta meio certo, eu e meu irmão estavamos no ritual da minha tia(hihihihihi), meu irmão desde que tinhamos começado a fazer o ritual ja tava ficando bem loucão hahahaha mais depois depois dele ele ficou ainda pior,dizia ouvir vozes do nada, então nós decidimos que iamos fazer o ritual novamente,bom ele decidiu, só que não saiu do jeito que planejamos.

Detetive :-Como assim?(cof cof!)

Lucas :-Não era ele que ia morrer, hahahahahaha, sabe a namorada dele a rita? bem ela não é tão santa quanto aparenta ser,ela traiu meu irmão, ja fazia tempo que sabiamos disso.

detetive : -(cof cof)

Lucas :-Então nós decidimos que aquela vadia merecia morrer, só que adivinha o que aconteceu? o viadinho não aguentou as vozes hahahahahahahahaha, e decidiu que tiraria a própria vida hahaha, nossa como as pessoas são fracas não é mesmo?sem falar de irracionáis porque elas tem medo da própria realidade.Isso me faz questionar porque devemos ter algo que não podemos evitar?porque tentamos atrasar nossa morte se sabemos que um dia iremos morrer?hahahaha

Detetive :-Qual a graça?porque você diz tudo isso rindo?

Lucas :-Porque eu ainda não lhe contei a melhor parte, você sabia que uma dessas merdas de regras do ritual é que você deve sacrificar as vitimas com crueldade?com ódio? ela deve ter medo da morte, ela não pode se matar que nem o idiota do meu irmão fez,agora eu estou sendo atormentado, com uma vozinha na minha cabeça dizendo umas coisas, por isso eu preciso continuar com o ritual, por isso eu ainda não parei o ritual.

Detetive :-O Que esta dizendo?quer dizer...ainda estamos nessa porcaria?mais,DROGA seu irmão se matou ele n podia fazer isso.

Lucas :-Exatamente, quando isso acontece os membros restantes do ritual ficam devendo almas para nosso lider, o marcos foi morto por envenenamento certo?quem serviu aquela água pra ele?

Detetive :-Foi você!

Lucas :- E Eu também servi água pra você senhor detive serio e de postura ereta hahahahahaha(voz macabra),voce tem no máximo um minuto de vida, não me culpe,culpe o infeliz homicida que me fez fazer isso,droga ela sabia das regras,ele viu o ritual que minha tia tinha feito antes,a vadia também não teve coragem de matar duas almas e matou apenas uma, ela devia mais uma alma por isso demos a dela,o ritual dela não era pra nós entrarmos na ceita,ERA PRA ELA entrar nela,ai nós a ultilizamos como sacrificio hahahahahahahahaha,e depois foi a vez do nosso ritual,ai a parada deu errado e meu irmão se matou,então eu ainda devia 2 almas certo?bom o marcos sabia de mais, por isso matei ele,não foi por vingança nem nada disso é porque ele ja sabia de mais e provavelmente ele ia te contar muita coisa,eu ainda devia uma, ai a rita depois do seu depoimento foi ao banheiro chorar coitadinha haha, então eu aproveitei para acabar com o sofrimento dela, ta vendo? matei dois coelhos com apenas 1 tiro hahahahahahaha, onde esta sua arma mesmo detetive?

O Detetive olha no seu coldre e percebe que sua arma e o silenciador sumiram,ficou em pânico

Lucas aponta a arma pra ele

Lucas :-O Roberto pegou sua arma quando estava aqui dentro e você nem percebeu hahahahaha

Ele joga a arma no chão

Lucas :-você ja foi invenenado eu não preciso atirar hahahaha

Detetive :-Porque me matar?Você ja tem as duas almas de que precisa,e porque o roberto faria isso?ele estava tão assustado.

Lucas :-Nem todo mundo é o que parece detetive, a rita também era uma prova disso, e o roberto também não é muito diferente, ele é um ótimo ator ne?hahahahahahaha

E tem mais,eu ja estou na ceita, mais meus amigos la fora ainda não,eles são meus cúmplices hahahahahahaha,por isso preciso da sua alma,para o meu próximo ritual.HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAHA

Detetive :-Droga (cof cof!)

Detetive cai no chão morto da mesma forma que o marcos,com a boca espumando e com a feição de pânico na cara

Lucas :-HAHAHAHAHAHAHAHAHAa, como a vida é uma piada,nao final todos morrem da mesma forma,pânico!HAHAHAHA tudo bem agora é a hora daquela oração chata, hum, vamos la! "Veni, domine mi",Veniat diabolus,Disputatio nos pela escuridão"


O Caso da casa 461 parte 6/6

Diário de leonardo


- Hoje é dia 5, segunda feira, MEU DEUS! eu estou ficando louco ! 

Agora eu estou sendo atormentado, esses demonios, essas vozes que não querem se calar, me dizendo :"Termine o serviço, complete o ritual você nos deve isso!"

Comecei a ouvi-los depois daquela noite, meu deus aquela maldita noite! agora estou cada vez mais preso no fundo do poço, uso drogas todos os dias para tentar aliviar mais não da certo, nunca dá. Eu vou contar o que aconteceu, desde o começo,a príncipio era uma semana normal eu estudei na segunda e sai com minha namorada na terça, mais foi na quarta que tudo começou, minha tia que morava embaixo da minha rua sempre foi uma pessoa anormal e completamente perturbada, sempre foi satânista desde que era adolescente. Você deve estar se perguntando como eu sei o que ela fazia antes mesmo de eu nascer certo? acontece que minha tia que se chama maria era considerada a ovelha negra da minha familia, sempre foi assim, então eu cresci ouvindo as loucuras que ela fazia da minha mãe, apesar disso ela não era tão ruim como tia, eu gostava dela, DROGA SE EU GOSTAVA DELA COMO DIABOS FUI FAZER ISSO? meu irmão sempre foi o mais chegado a ela, achava graça das maluquices que ela fazia ele dizia que a vida é pra vivermos do jeito que quizermos.Idiota. Na noite daquela quarta feira foi quando tudo começou, quando minha vida literalmente virou um inferno

Minha tia era de uma ceita satânica chama Veniat diabolus, e precisava fazer uma espécie de ritual para ser realmente parte dessa turma, ela convenceu meu irmão rapidamente, mais eu rejeitei no inicio, mais ai aquela vagabunda me veio com uma mentira! ela disse que eu só precisaria ajudar ela para que ela entrasse e me disse que eu não ia fazer parte disso se ajudasse, e eu burro como sou aceitei(mais você tem que entender uma coisa: essa minha tia sempre foi um anjo pra mim então foi dificil negar um pedido a ela). Iamos fazer o ritual na casa dela exatamente a meia noite, ela deu ênfase que essa ritual precisaria ser feito a noite, ela disse que além dela iriamos eu meu irmão e mais dois membros dessa tal ceita.Fora isso ela me disse que iamos precisar de velas mais não disse a cor que precisavam ser, e um pentagrama.Isso foi tudo que ela me disse, ela não explicou as regras nem como o ritua iria ser, ELA NÃO EXPLICOU MERDA NENHUMA, se eu soubesse como seria nunca teria feito.

O Ritual começa, estamos em volta do pentagrama junto com as velas, tem cruzes invertidas pelos lados, Ela começou com uma espécie de oração a satâ em latim:

"Veni, domine mi",Veniat diabolus,Disputatio nos pela escuridão". As velas se acenderam e eu as ouvi pela primeira vez, as vozes que nunca se calão, as vozes que me atormentam até hoje, as velas se acenderam sozinhas e começaram alguns ruidos estranhos, minha tia disse:" Esta tudo bem, ela vai nos guiar pela escuridão."

Só ai eu comecei a entender o que as vozes estavam falando:"Quem ousa nos pertubar?O Que querem?" e um dos membros da ceita da minha tia respondeu :"somos nós meu senhor, Veniat diabolus, viemos aqui porque queremos ser reconhecidos como seus filho, queremos que nos guie pela escuridão!" e as vozes responderam:"HaHaHa, bom você ja sabem das regras, façam seu sacrificio e nos alimente com uma alma inocente em desespero." e minha tia de repente pareceu assustada sem saber direito se entendeu:"Um...Uma alma?C... Como assim?" então se aproximando dela um dos seus companheiros lhe disse:" Para ser aceito como filho do que comanda na escuridão, você deve oferecer uma alma agonizante em desespero.Desculpe minha cara mais precisamos fazer isso." ele puxou a faca enquanto ela começou a gritar.Deus ela não sabia nada sobre esse sacrificio como puderam? ele a esfaqueou bem no pescoço e sangue dela se foi pra todo lado.Porque eu não fiz nada você deve estar se perguntando não é mesmo?Bom eu vou te dizer o porque, enquanto ele fazia isso as vozes falavam comigo, diziam que eu não poderia sair agora que entrei no ritual eu não poderia parar, caso contrário eles viriam atrás de mim e me possuiriam, diziam que iam me dar um destino pior que a morte, depois que minha tia caiu no chão as vozes falarão para todo nós:" Vocês estão quase concluindo sua missão, mais vocês cometeram um erro derrivel, vocês nos deram apenas ma alma, agora vocês estão em divida conosco, e nós vamos cobra-la."Ao ouvir ela proferir essas palavras eu olhava para aquele corpo ensanguentado no chão, sem vida, olhando para o lado com expressão de desespero ai eu percebi que só eu estava ouvindo as vozes, porque enquanto elas falavam essas ultimas palavras os outros a minha volta falavam uns com os outros, Então eu esqueci do meu medo e assumi uma posição de seriedade, disse a eles que eu assumiria o ritual daqui para frente, conversei com os demônios e consegui um acordo para que eles nos desse mais tempo para conseguir mais uma alma e eles aceitarão (Só que eles não disseram o que queriam em troca), então iamos encerrar o ritual e tinhamos que fazer aquela reza inicial mais uma vez,não para acabar com o ritual mais para acabar com aquela noite, desfizemos o pentagrama e apagamos e recolhemos as velas pretas, ja era 3h da manhã, a noite estava densa com um ar pesado então saimos para fora da casa e começou a chover, tive a impressão dessa ser a chuva mais fria que ja havia sentido, quando estava a uns 5 metros do portão da casa virei de costas para dar uma ultima olhada nela enquanto os outros iam na frente carregando o corpo da minha falecida tia, enquanto eu olhava a casa de repente atrás dela um raio a iluminou e eu consegui ler o número daquela maldita casa, 461.Agora eu escrevo esse relato hoje com as vozes ainda na minha cabeça, me dizendo para completar o serviço, eu estou bebâdo e drogado mais do que posso lembrar.Ja faz umas semanas que estou depressivo sem sair do quarto só imaginando como iria realizar meu plano de acabar com isso. E irei fazer isso essa noite.Essa noite tudo vai acabar e vai ser meu fim! e será principalmente o fim das vozes, vou dar o que elas querem, vou dar-lhes uma alma,Veni, domine mi",Veniat diabolus,Disputatio nos pela escuridão.

Advertisement