FANDOM


Um homem que estava trabalhando em um prédio de

Elevator-original

doze andares encontrava-se voltando para casa mais tarde que o habitual, depois de fazer hora extra. Ele entrou no elevador e apertou o botão para o térreo. Chagando ao sétimo andar, o elevador parou e as portas se abriram, revelando um corredor muito escuro.

Uma garota pôs a cabeça no lado da porta do elevador, olhou para dentro e perguntou:

“Subindo?”

“Não, está descendo.”

“Obrigada.” E assim ela saiu.

Chegando ao térreo, o homem informou para o guarda que ele não era o último a sair do prédio, pois ainda havia uma garota trabalhando no sétimo andar.

O guarda pôs a mão no peito e seu rosto logo empalideceu.

“Não tem escritórios no sétimo andar, por lá está tudo vago.” O guarda falou com uma voz fraca. E continuou:

“Você só pode ter visto a filha do gerente! É uma história muito triste. Ela veio visitar o pai que estava no último andar. Ela estava no elevador quando ocorreu uma falha. O elevador parou e as portas se abriram antes de passar do sétimo andar. Ela se desesperou e tentou sair quando o elevador voltou a funcionar e ela acabou sendo decapitada.”

O homem deixou o queixo cair. O guarda continuou a história. “Deve ser por isso que você só viu a cabeça dela.”

Créditos: Creepypasta Brasil Blog

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.