Wiki Creepypasta Brasil
Advertisement

Sou sempre um cético sobre o SOBRENATURAL, então não acredito nada sobre o que falam e tentam me mostrar alguma verdade, mas meu irmão Matheus era um medroso, ele sempre assistia vídeos no Youtube sobre lendas, que bobo, isso são vídeos editados, combinadas e FAKES, mas teve um vídeo que me chamou atenção é foi aqui que as coisas começaram.

No vídeo estava um enorme pentagrama no chão, o dono da câmera começou a falar algumas palavras, certamente ele estava invocando alguma coisa, nessa hora o chão pegou fogo, e um nome em meio a chamas estava escrito MARCELO, nessa hora a tela ficou preta, depois o vídeo voltou mostrando uma rua e os caras que estavam no vídeo machucados, nessa hora o vídeo acaba, ficando um pergunta no ar, eu logo zombei do meu irmão, falei que se ele não deixar o like o MARCELO irá queima-lo no inferno, eu acho que exagerei muito, pois ele contou a minha mãe que me deixo de castigo.

Depois de semanas de castigo, eu sai pra rua atrás dos meus amigos, chegando na rua deles, eu os chamei para andar por ai atrás de alguma mina, só que eles estavam cansados, eu perguntei a eles o porque estarem cansados, eles me disseram que seus pais arrumaram emprego pra eles, eu falei bravo que eles eram uns merdas, e falei que ira encontrar amigos melhores, mesmo se fosse o próprio DIABO, nessa hora me passou um vento forte, eu não liguei e fui voltando para casa.

Chegando lá eu vi meu irmão atrás do matagal perto da minha casa, estava agachado e fala bem baixinho, eu me perguntei porque ele estava lá, fui me aproximar dele pelos matos, pronto para assusta-lo no momento certo, nessa hora eu escultei passos pelo mato também, subi numa arvore e fiquei observando, forçando mais a vista, vi que me irmão fez um enorme pentagrama, eu não sabia que meu irmão irá acreditar naquele vídeo e tentar invocar o tal MARCELO, que eu acredito que foi um nome invetado pelos caras do vídeo para um demônio, nessa hora um homem todo de capuz saiu do mato com algo em mãos.

UMA FUCK CABRA, nessa hora resolvi intervi, puxei meu irmão para longe daquele matagal e longe de quem fosse aquele de capuz, chegando na rua, eu olhei para meu irmão que estava me olhando bravo, eu também olhei bravo com ele, e fui para casa, chegando lá, notei que meu pai havia chegando cedo em casa, meu irmão sai de perto de mim e foi em direção aos meus, que estavam magros e pálidos, eu estranhei aquilo, e fui logo pedindo explicação, mas eles só me encaravam com um olhar estranho, eu gritei, mas eles não saiam daquele posição, eu sai de casa, e fui até a rua, fui no bar, chegando lá eu vi meus amigos, com algumas minas envolta deles. 

- Bonito, vocês são uns amigos da onça? - Disse eu.

- Uai, você não é amigo do Diabo? - Disse Lucas rindo.

- Você tem que estar  no inverno pra isso. - Disse Gustavo rindo.

- Vão se ferrar seu babacas. - Disse eu saindo.

Chegando em casa estava tudo escuro, mas olhando pelo portão, meu pai, mãe e irmão, estavam agachados e falando bem baixos, aquilo estava me assustando, eu simplesmente fiquei quieto e esperando saber o que ira acontecer, e aquele cara de capuz apareceu novamente, segurando uma cabra negra nas mãos, ele entregou para meu irmão que caiu duro no chão, nessa hora meu pai pegou a cabra e caiu duro também no chão, nessa hora senti algo tocando meu ombro, eu olhei para trás e vi meu irmão com olhos negros, sua pele estava podre e verde, nessa hora eu apaguei, acordei no chão, para minha surpresa era o chão onde meus membros familiares estavam antes.

A última cena que vi foi, meus dois pais mortos no chão e duas figuras paradas olhando para mim, segurando duas cabras nas mãos e falando baixinho e algumas palavras estranhas, eu gritei, mas não adiantou nada, senti uma faca entrando em minha barriga, rasgando minhas entranhas, eu vi um nome escrito num papel MARCELO, li e ao olhar para as figuras, um menino de cabelos negros lisos, usando uma roupa rasgada e seus olhos negros e sem boca se aproximou de mim e disse no meu ouvido, SEU AMIGO CHEGOU.

Advertisement