Wiki Creepypasta Brasil
Advertisement

"há algum tempo, meu melhor amigo, Bryan, morreu por balas, sua família nunca mais foi vista, até ontem... todos mortos por facadas, menos sua irmã, Lily Fitz, fui visita-la no hospital, e perguntei quem ela viu na casa, ela disse que viu um garoto com pele pálida esverdeada, sem um olho, com um casaco cinza e calça cinza escura, logo lembrei de Bryan, larguei o caderno de desenho em que desenhei as características do assassino, paralisado, desmaiei no chão...a cada minuto, a cada hora, eu sentia passar como se estivesse acordado, na minha cabeça só se ouvia "seu amigo chegou", quando acordei no hospital, recebi a notícia que Lily havia sido esfaqueada até a morte novamente, enquanto deslumbrava o assassinato, viu um bilhete ao lado da cama escrito "não acha graça?". Quando fui pra casa, liguei o computador pra jogar Minecraft com meus amigos no Build Battle, mas antes de chamar eles eu vi um e-mail novo, abri normalmente o e-mail, mesmo com raiva, eu li ele e a fonte era "Bryan's computer :D", me assustei, mas li, estava escrito "medo chuva faca olho sangue", eu mandei apenas um pare pra ele, e depois disso, fui jogar pra esquecer, paramos de jogar apenas as 2:08,quando vi o relógio ao lado do PC, me espantei pois não senti o tempo passando tão rápido assim, me de despedi dos meus amigos e fui pra cama ao lado do meu PC, desliguei os leds do quarto e fui dormir, na noite, não parava de sonhar sobre o Bryan, quando de repente senti algo frio no meu peito, acordei e vi ele, Bryan, parecendo um zumbi, seu olho estava pendurado, todo furado, com dentes quebrados, tentei me mecher, tentei gritar, mas não dava, senti a faca na mão dele entrar no meu peito, encostar nos meus ossos, senti um líquido quente derramando por meu peito até a cama, quando finalmente consegui soltar algum som, dei um grande grito que iria conseguir ouvir da rua, logo a minha mãe chegou e viu o ser sem olho, ele se mecheu tão rápido pra sair que seu olho caiu sobre mim, minha mãe chamou a polícia e a ambulância, que me levou ao hospital... Perguntei ao médico se alguns garotos estranhos passaram por alí, quando ele disse os nomes Jeffrey Woods, Brendon Falls e Bryan Fitz, eu gelei, lembrei dos meus amigos antigos de quando Bryan estava vivo. Quando fui liberado 6 dias depois, voltei ao computador e vi outro e-mail, da mesma fonte do outro, dessa vez dizendo "Não foi divertido amigo??", eu xinguei ele de demônio sem limites, e que deveria morrer em vez de atormentar a vida alheia, provavelmente ele ficou muito bravo comigo, e então, meu pai foi achado morto no dia seguinte, ninguém sabia quem foi mas eu sabia muito bem quem é o culpado, Bryan, depois disso, jurei matar Bryan! De noite, peguei uma jaqueta de couro preta, uma calça preta, um cachecol preto com branco, botas, uma faca e uma máscara de gás e fui procura-lo na cidade inteira! Mas só via bilhetes...todos me insultando, "idiota!", "você não mata um zumbi", "corno >:D", entre outros xingamentos...com o coração cheio de ódio, voltei pra casa, e claro...mais um morto por Bryan, dessa vez a minha mãe, dessa vez, peguei um machado e cortei minha mão fora e coloquei uma lâmina, cortei um sorriso ao contrario e fui a minha vingança, achei ele e seus amigos, Jeff the killer e Crazy Brendon, todos em uma fábrica abandonada, logo corri pra cima deles, peguei Brendon, o mais magro, e joguei em uma fornalha, mas errei e ele bateu com tudo na parede e ficou preso nos canos, seu moletom listrado vermelho com preto acabou rasgando e ele acabou queimando sua barriga, enquanto ouvia ele gritando, parti pra cima de Jeff, pulei com minha lâmina pra cima dele e tentei mata-lo cortando sua cabeça fora, mas só acertei um dedo, sua faca caiu longe, enquanto distraído, Bryan atravessou um cano por minha barriga, que também acertou Jeff, mas nem tanto, só uma batida na barriga dele, Brendon pegou sua corrente presa no seu bolso e colocou em meu pescoço, acertei minha lâmina e cortei uma parte do braço do moletom, e após isso, eles me pegarão e depois pegarão uma faca e cortarão a minha barriga e abrirão minha barriga e tacarão fogo em todo o armazém...e eu morri naquele dia..."

Advertisement