Wiki Creepypasta Brasil
Advertisement

Boas pessoal, negão traficante de dollynho aqui. Fiz uma creepy inspirada em outra creepy aqui da wikia, que infelizmente eu não me lembro do nome, mas qualquer coisa eu boto.

"Cidade Esquecida por Deus"[]

Era em uma tarde, uma bela moça loira caminhava até um Taxi. Bem, eu desconfiei um pouco das intenções daquele motorista, pois ele não era licenciado pelo governo. No seu carro não havia nenhuma faixa verde. Oh, não..não eu não vou botar minha mente para pensar nisso agora, tenho coisas mais importantes para fazer. Ela ao entrar no carro, e falava seu destino ao motorista, que confirmava com a cabeça.

"Não irá demorar muito."

Chegando perto do seu destino, a moça loira notou que o motorista do taxi mudou de rumo, passando por uma longa avenida sem luz.

"Hey, que lugar e esse? onde você ta me levando?

O Taxista soltou um sorriso maléfico.

A Loira então começou a gritar desesperadamente, mais o taxista logou a interrompeu com a seguinte fala;

"Não adianta gritar, já chegamos. Espero que deus ainda lembre de você aqui. Hahaha!

O Taxista então saiu do veiculo é tirou a moça forçadamente do carro, jogando ela ao chão. Ele fugiu com seu carro. Sem muita opção e sem saber oque fazer, a loira então ligou para seus familiares, mais eles não atendiam. Ela resolveu não ligar para isso, e começou a explorar a cidade.

A cidade tinha um visual bem antigo, havia carros explodidos nos cantos das ruas, carros de policias parados nas garagens, mais nenhum sinal de vida. Parecia um cenário pos-apocaliptico. A Solução agora era ligar para o único serviço disponivel, a policia.

"Departamento de policia, em que posso ser útil?"

="Me ajudem por favor! um homem me sequestrou é me deixou em um lugar estranho!"

"Moça acalme-se, qual seu nome?

A Loira um pouco aliviada por ter encontrado algo para salvar sua vida, disse seu nome.

="Meu nome é Geovana."

"Bem, meu nome é Guarda Briggs. Geovanna, pode me dizer sua localização?"

="A única coisa que sei e que estou a longos km de distância de Nova York."

"Geovanna, tente achar alguma placa de bem vindo ou algo assim."

="Okay"

Geovanna então caminha pela cidade, com passos curtos é lentos, ela olha para todos os lados, pois estava amedrontada. Ela começa a ouvir vozes, frequentemente ouvia um "Hey, hey, hey" em um tom de sussurro. Ela achou apenas que era sua imaginação.

="Guarda briggs, achei uma placa, ela diz; Bem-vindo á PollterGarden"

"Perfeito, irei tentar localizar essa cidade."

...

"Geovanna, não a nenhuma cidade chamada PollterGarden"

="Como assim?! Você só pode ta brincando!"

"Fique calma, a gente vai salvar você."

="Senhor briggs, estou começando a ouvir vozes! por favor, me tire daqui!"

"Mais uma vez eu peço calma, que horas são em seu telefone?"

...

...

"Geovanna?"

="É...23:00 horas..."

A ligação então cai, geovanna se sente aterrorizada em um lugar fantasma, onde não tem vida alguma. Onde apenas a única iluminação, é a luz do telefone. Ela começa a ouvir passos, que vinham atrás dela. Geovanna não pensou duas vezes, correu...correu sem rumo algum. Até ela focar para trás, onde viu um homem de preto, com isso, ela apagou. Ela acorda de manhã, com seu telefone tocando...

="Alô?"

"Geovanna, é o guarda briggs, como você tá?!

="Como você acha que eu tô?!"

"Okay, geovanna, você já tomou café da manhã? Caso não, de alguma maneira, tente tomar. Preciso de você com energia.

="Tudo bem."

Geovanna então encontra uma Padaria. Incrivelmente os pães estavam quentinhos, como se acabassem de sair do forno. Quando geovanna pega um dos pães, nota que tem um papel grudado.

"Isso aqui é um presente meu para você, eu adoro brincar disso! hahahaha!"

="Como assim presente? quem está aqui?!"

Sem resposta...

Geovanna então esquece disso e come o Pão com um café quente que tava na mesa. Ela sai da padaria e volta a falar com o policial Briggs.

="Policial briggs?"

"Geovanna, conseguimos lhe localizar estamos indo!"

="Muito obrigado policial briggs!"

"Iremos demorar um pouco, tente achar uma casa para ficar enquanto isso."

="Okay"

Passasse algumas horas, a policia ainda não chegou. Geovanna ainda tá com a esperança de ser salva, ela acha uma casa para se abrigar, mais ela ainda não estava segura. Era 03:00 da madruga, geovanna acorda com a janela batendo, um vento tenso corre lá fora. Então ela ouve um barulho tenso vindo da escada, ela pega seu celular e vai verificar com o pensamento de ser os policiais.

="Olá, senhor briggs?"

Quando ela chega até a escada, fica paralisada. Uma coisa preta é peluda subia sua escada, com passos lentos. Seu olho brilhava com a luz do telefone. geovanna não sabia oque fazer, sua mente não lhe dava nenhuma reação, foi quando ela começou a rezar mentalmente, suando. Quando a coisa chegou a dois palmos de Geovanna, a oração terminava.

="Amém!"

A Coisa então sumiu, é geovanna voltou a seu quarto, colocou um banco na porta, com muito medo. Ela tentou dormir de novo, mais não conseguiu. Começou uma chuva forte, com trovões fortes. Geovanna encosta seu pescoço na parede, com medo. O Tempo para ela passava rápido, mais na real não era assim. Quando chegou as 04:00 da manhã, ela começou a ouvir barulhos e a sentir arranhões na sua costa. As mesmas vozes que ela ouvia antes, "Hey, hey, hey" mas parecia que estava muito perto, ao seu lado. Geovanna então olhou para o lado, é viu uma coisa negra, que não conseguiu descrever. Um raio muito forte caiu, fazendo com que a luz fosse embora.

Foi assim que geovanna passou a noite, sendo atormentada por algo desconhecido. Amanheceu. Quando geovanna saia da casa, algo a pegou é botou-a em um carro, geovanna virou o rosto para tentar olhar a face daquelas coisas. Eles tinham máscaras, uma de javali, uma de porco, e outra de palhaço. Eles colocaram um pano no rosto de geovanna, fazendo ela desmaiar. Geovanna acorda em uma sala, uma grande panela de fogo abaixo dela, as suas mãos estão amarradas. Não havia ninguém ali. Foi quando geovanna percebeu que o nó estava mal feito, mais ela não soltou as duas mãos, pois podia cair. Ela ligou para o policial. Foi quando a corda começou a descer.

="POLICIAL BRIGGS POR FAVOR ME AJUDE!"

"Fique firme geovanna estamos chegando!"

="MEU DEUS EU VOU SER QUEIMADA VIVA!"

"Avancem soldados RÁPIDO! RÁPIDO!"

="Minhas pernas!"

"Ai meu deus..."

="ME AJUDE"

"Bem vindo...á GoldGarden"

="AHHHH!!!"

="...."

="..."

="..."

"Sinto muito geovanna, sinto muito."

Advertisement