Wiki Creepypasta Brasil
Advertisement

Em uma noite tempestuosa na cidade de Nova York, um carro Volkswagen preto estava fazendo trajetória para uma nova casa aonde estavam se mudando.

Quem estava dirigindo o carro, era um senhor de meia-idade com os olhos verdes, cabelos castanhos, uma jaqueta preta, camiseta branca, short cinza com listras azuis com um tênis preto com branco.

No banco de trás estava uma garotinha com 10 á 12 anos, olhos verdes, cabelos curtos loiro escuro, com um vestido florido com um laço rosa na frente e uma sandália azul.

A garotinha cujo o nome era Crysthal estava olhando a janela do carro enquanto eles passavam naquela floresta. De repente, enquanto ela olhava para a janela do carro, algo chamou sua atenção: era uma figura alta, de pele pálida, com um terno e sem cara. Ela estranhou, e quando percebeu sua presença, ele desapareceu. 

Depois de muitas horas de viagem, finalmente Crysthal e seu pai chegaram á sua nova casa, quando bateram na porta, uma moça de cabelos loiros longos com os olhos azuis, e um macacão turquesa e sapatilha roxa a abriu com um sorriso no rosto:

-Sejam bem vindos!!-Crysthal entrou dentro da casa muito animada e alegre, mais, quando olhou para trás, seus pais estavam se beijando, e Crysthal, com desgosto olhou para eles e sussurrou:

-Eca...-E saiu correndo para o seu novo quarto.

Quando chegou em seu quarto, Crysthal, se trocou colocando um pijama com capuz de gato, desenhou um pouco, se jogou na cama e dormiu abraçada em um ursinho.

De manhã, Crysthal acordou meio assustada, pois, tinha sonhado com a mesma criatura, mas, ela não se importou muito, saiu da cama e foi para sala comer o café da manhã. Quando Crysthal se aproximou da sala, ouviu a conversa de seus pais:

-Ela não é cobaia para ser usada nos seus testes!!-Resmungava uma voz feminina, provavelmente de sua mãe.

-Eu prometo, amor, nada de ruim irá acontecer com ela, muito pelo contrário!!-Respondia uma voz masculina, a de seu pai.

-Ah... Tá bom eu deixo.- Respondeu.

Crysthal esperou a discussão acabar e se juntou a mesa enquanto pensava o que ouviu.

Depois de comer, seu pai chamou sua atenção:

-Ei filha, quer conhecer o laboratório do papai?-Ela concorda com a cabeça enquanto subia para se trocar. Ela tinha colocado uma camiseta de manga comprida branca, um macacão jardineira jeans, um cachecol preto com listras brancas e uma bota longa marrom escuro.

Ao terminar de se trocar, desceu as escadas e foi para o carro que após ela entrar foi ligado:

-Está ansiosa para conhecer o meu laboratório filha??-Ela concordou com a cabeça enquanto olhava a pela janela.

Depois de uns minutos de "viagem" eles tinham chegado ao seu destino, após entrar, o pai colocou um jaleco e a Crysthal, uma mascara de rosto cirúrgica preta. 

Enquanto seu pai procurava a seringa com o teste a Crysthal estava sentada em uma cadeira pensando sobre a figura de terno:

-Achei!!-Diz ele retirando uma seringa com um líquido cinza dentro.-Pronto filha, finalmente irei testar a minha experiência em alguém.

Crysthal tremia, pois, ela tinha medo de injeções:

-O que acontece se você aplicar isso em alguém??-Perguntou Crysthal um pouco assustada.

-Ela fica com os olhos brilhantes como cristais, pois isso quis testar em você, pois seu nome é Crysthal.-Respondeu ele levantando a manga da blusa de Crysthal e aproximando a seringa de seu braço.

-Mais se não der cer...-E aplicou a seringa em seu braço, ela deu um leve suspiro e depois começou a chorar, e enquanto ela chorava, suas lágrimas se transformava em um líquido preto estranho, quando ela abriu seus olhos, eles estavam pretos com pupilas brancas.

-MEUS OLHOS ESTÃO ARDENDO MUITO!! FAÇA ISSO PARAR!!-Berrava a garotinha de dor, enquanto ela berrava, sua voz mudava e parecia que ela ecoava, ficando mais fantasmagórica.

Seu pai com medo, a pegou no colo, colocou no carro e foi dirigindo o mais rápido o possível para casa. Quando chegaram, os olhos de Crysthal não estavam mais ardendo, ela entrou dentro da casa, subiu para seu quarto e começou a refletir, até que a gritaria de seus pais atrapalhou seus pensamentos, ela saiu do seu quarto e ficou perto da escada ouvindo:

-SEU IDIOTA!! EU FALEI PARA VOCÊ NÃO FAZER O TESTE NELA!!-Gritava sua mãe.

-ME DEIXE EM PAZ ELISE!!-Na hora que ele respondeu aquilo, ela ouviu o berro de sua mãe e um pouco de "tinta vermelha" pelo chão. Quando ela foi descer para ver...

-MAMÃE!!-Sua mãe Elise, estava morta no chão cheia de facadas e sangue. Ele havia enlouquecido. A garota, colocou as mãos na boca e gritou:

-SEU MONSTRO!!!!-Na hora o pai a empurrou contra parede e começou a corta-la, enquanto ela chorava e berrava de dor, seu pai, gritou:

-PARE DE CHORAR SUA IMBECIL!!-E enfiou a faca no olho esquerdo da garota, ela começou a gritar, se contorcer, até ela cair morta no chão.

Depois de mata-las, ele queimou a casa toda, se mudou de lá, se casou, teve dois filhos... tudo foi bom até ele dormir.

Quando ele dormiu, ele sonhou que estava em um lugar escuro, cheio de sangue em volta e no meio, estava uma garota de cabelos curtos loiro escuro, uma camiseta de manga comprida branca, um macacão jardineira jeans, um cachecol preto com listras brancas, uma bota longa marrom escuro, uma máscara de cirúrgico preta, uma faixa no seu olho esquerdo manchada de sangue e cheia de sangue em suas roupas :

-Olá papai...-E entortou seu pescoço.-HAHAHAHAHAHAHAHA!!!!

Olhoss
Advertisement