Wiki Creepypasta Brasil
Advertisement
Ônibus 51024

Ônibus 51024

Era 31 de dezembro de 1999, final dos anos 90, a meia-noite começou o réveillon, eu estava em São Paulo, assistindo Show da Virada, e deu o início dos anos 2000, era o último dia de férias em São Paulo, logo logo eu iria voltar para a Brasília, onde eu morava na naquela época (atualmente eu moro em Osasco), o Ônibus que sairia da Rodoviária do Tietê, era o ônibus com prefixo 51024, a viagem dele seria de São Paulo com destino final a cidade de Camaçari, na Bahia. Então o ônibus, chegaria na cidade de Camaçari às 17:00 do dia 17 de janeiro. O ônibus Partiu de São Paulo as sete horas da tarde, do dia 11 de janeiro de 2000, o ônibus fez a sua primeira parada no Rio de Janeiro, lá embarcaram 7 passageiros, e desembarcaram 5 pessoas, na noite do dia 11 para o dia 12 o ônibus Partiu para a segunda parada na cidade de Uberlândia em Minas Gerais, começa um embarque e desembarque de passageiros, até uma tragédia acontecer nessa noite... Numa madrugada fria 14 de janeiro de 2000, ônibus recebe o aviso em que 03:00 passará por curvas perigosas, e quanto eu estava dormindo, o motorista tinha avisado as pessoas que o ônibus passaria por reformas e que deixem uma churrascaria próximo ao um posto de gasolina. Aí eu e os passageiros fomos até uma churrascaria, então eu fui ao banheiro pra dar uma mijada, mas quando eu olhei no espelho, eu ficava olhando pelo reflxo com os olhos arregalados, mas eu não queria ficar muito tempo ali, e quanto o motorista juntamente com o mecânico, estavam arrumando o ônibus próximo a oficina que fiacava ao lado do posto, e a gente estava esperando. E o mecânico disse que o ônibus estava pronto, e foi aí que entramos para continuar a viagem. E foi aí que o ônibus estava passando numa curva e tentou desviar de um caminhão carregando carros no sendo contrário, o motorista perdeu o controle da direção, e o ônibus rodou sem parar. E ele saiu da pista, desceu 90 metros numa ribanceira, capotou, e foi parar dentro de um rio. 25 pessoas sobrevivem e 18 pessoas morreram e o motorista estava entre os feridos. E um caminhoneiro que estava passando pela estrada próximo ao local do acidente, e que chamou sua atenção é marcas de pneu passando pela pista, surpreso, ele seguiu os rastros que passavam pelo asfalto. O caminhoneiro acredita que as marcas de pneu significava que um ônibus havia capotado e caido numa ribanceira, e só parou num rio, e por sorte, é que o rio não estava fundo. Neste momento, o caminhoneiro encontrou o ônibus, caído no rio com lama, no meio de várias fezes.

Ônibus caído no rio

Várias pessoas estavam dormindo, quando ouviram pessoas pedindo socorro, e o ônibus caído no rio, e muita gente estava chegando no local do acidente, e com isso chamaram as autoridades. A polícia chegou no local, e confirmou que o ônibus havia problema mecânico, que teria derrapado na pista. E começou a chegar as ambulâncias e bombeiros, e vários estavam chegando próximo ao ônibus, e a gente acabou saindo pelas janelas, além do motorista, e agluns passageiros ficaram presos as ferragens. E eu acabei sobrevivendo com um ferimento na minha cabeça, eu fui levado para o hospital, juntamente com os outros passageiros, e fomos transferidos para embarcar no outro ônibus da mesma empresa.

Quando eu voltei pra Brasília, recebe a notícia que um ônibus capotou e matou 18 pessoas, e de que o ônibus foi encontrado por um motorista de um outro ônibus de outra empresa, ele disse na reportagem que estava passando no local do acidente, além do caminhoneiro que viu as marcas de pneu. Mas ele disse que viu restos de tinta azul passando ao longo das partes da parede de uma ponte, ele achava que a tinta era de um ônibus havia caído no rio. O próximo que viu o acidente, um foi um motorista de uma van no local que tava próximo ao ônibus, ele estava indo ajudar as pessoas que estavam dentro dele, ele também viu a tinta azul, por isso foi difícil verificar os pontos, já confirmado que muita gente morreu aquele acidente. Os 18 mortos foram levados para o cemitério de São Paulo, Brasília e Camaçari. E em 2001, eu saí de Brasília, e eu fui transferido para Osasco, onde eu moro atualmente.



E não quero nunca mais esquecer esse acidente com o Ônibus que tinha caído naquele rio em 15 de janeiro de 2000, o 51024.

Advertisement