Wiki Creepypasta Brasil
Advertisement

Há algum tempo atrás conheci uma garota, era uma pessoa legal e simpática, fiquei 1 semana interagindo com ela na escola todo santo dia sem exceção, conversávamos sobre coisas normais de adolescentes, ela estranhamente concordava com tudo que eu dizia sem exceção, eu dizia que tal garoto parecia um rato, ela ria e concordava, eu dizia que eu achava ela um pouco grudenta, ela concordava, eu achava que ela tinha um certo interesse romântico em mim por causa dessas atitudes estranhas.

Em um dia, no final das aulas ela me convidou para uma festa de aniversario, o convite não especificava quantos anos ela ia fazer, falei sobre isso para a garota e ela disse que se incomodava em revelar a idade, adolescentes geralmente não tem vergonha da idade então eu fiquei um pouco desconfiado e pensando muito se eu devo ir naquela festa ou não, meu pai disse para eu ir e "tirar um proveito da situação" (em um tom sexual), dei de ombros e fui.

O Endereço levava para um grande prédio, tinha luzes roxas e o lado de fora estava totalmente vazio, bati na porta de ferro e fui recebido por uma mulher:

-É Aqui a festa da Lily?

-Você é o amiguinho dela? Pode entrar!

Entrei e o tinha uma fila enorme que levava para um recepcionista no meio de duas portas, um homem andava tristemente para a porta da esquerda enquanto uma mulher alegremente andava para a porta da direita, as pessoas da fila agiam com uma ansiedade estranha alguns choravam de medo outros pareciam agitados de felicidade, eu não entedia nada e minha vez estava chegando.

Quando minha vez chegou o recepcionista disse:

-O Senhor cometeu muitas maldades na sua vida pelo o que eu vi aqui.

-Hein?

-Por favor dirija-se a porta da esquerda

-Por que?

-O Senhor roubou, mentiu, desobedeceu os seus pais, sentiu inveja ao longo da sua vida, por isso o senhor vai para a porta da esquerda.

-Cadê a Lily?

-A Lily? ela só recebe as pessoas que vão pela direita, agora vá logo que há mais mortais esperando

Fui pela porta da esquerda de cabeça abaixa, triste.

Advertisement