Wiki Creepypasta Brasil
Advertisement

Era mais um dia na Escola de Vanessa, ele estava um pouco excitada para a aula de história, mas ele não iria esperar por uma coisa...

Jack: E ai Vanessa, você estava esperando por mim, não é? Não esperava que a nerd de história iria aparecer por aqui, então, porque você não vai... ficar por aqui mais um pouquinho?

Vanessa: Sai daqui seu idiota, você não acha que eu iria andar como um idiota como você, não? Eu prefiro morrer do sair com um idiota como você! De ser uma valentona de merda, sai daqui seu corno!

Jack deu um soco na cara de Vanessa e quebrou seus óculos, quando tentou atirar-lá no chão, Vanessa encontrou um martelo, e ela sorriu...

Jack: Pera, o que você vai faz- não Vanessa não!!!

Tem algo dentro de mim,

Está, está saindo...

Eu irei matar... você!!!

Vanessa partiu para cima de Jack, e começou a bater o martelo com toda a força na sua cabeça, começando a fazer-lo sangrar imediatamente

Deixe-se possuir pela raiva,

Escondida para muito tempo...

Meu sangue corre frio!!!

Pela minha anatomia, habita outro ser,

Cravado em meu cortex, um servo a seu pacto!

Vanessa percebeu que estava gostando, enquanto ele continuava a escutar os gritos de dor daquele valentão filho da puta.

Brutalidade se torna meu apetite, a violência agora é um modo de vida,

A marreta minha arma para torturar, enquanto eu esmago ela na sua testa!!!

Ela começou a destruir mais e mais o corpo de Jack.. até que ele morresse.

Olhos saltando de suas órbitas, a cada balançar da minha marreta,

Eu esmago a sua cabeça, até seus cérebros virarem.. gelatina!!!

Pelos buracos de seu crânio, sangue escorre,

Beleza distorcida, catástrofe

Liquido vermelho cobrindo a mim!!!

Corpo sem vida, morte esmagadora

Buraco leproso onde você já teve uma cabeça!!!

Ela começou a "limpar" seu corpo até que não tivesse sinal dele.

Drenando o muco, eu rasgo os olhos,

Apertando-os em minhas mãos nervos estão queimando,

Tirando a carne do fundo da minha arma,

Involuntariamente pulpificando regiões faciais humanas,

Sofra, e você morrerá!!!

Torturado, pulverizado!!!

Em um com meu sexto sentido, ninguém pode me parar

Para matar como eu quero, ninguém pode parar a...

MIM!!!

Criado para matar, a carnificina continua

Involuntariamente pulpificando, regiões faciais humanas!!!

Vanessa correu para a floresta, e nunca mais saiu de lá, ou será que não?

Só não olhe para atrás de você...

Advertisement