FANDOM


Alguns dizem que em uma certa noite do ano, se você passar por sete portas pretas você verá os sete portões do inferno. Eu pensei que era um mito de início, até que eu tentei. Passei sete portas pretas em torno de meu bairro, então quando eu fui dormir, meus sonhos se passavam em um fogo furioso. Então ele parou. Havia um homem, alto e forte, seus olhos piscavam bastante, mostrando que ele está velho, e as pernas e as mãos eram finas. Ele mal parecia conseguir suportar seu peso. Ele falou, com um tom áspero e terrível; " Emoclew ot eht neves Setag fo lleh " e abriu o portão, rindo. Meu corpo todo ficou dormente. Eu me movia por vontade própria e não podia lutar contra isso. Eu desisti de tentar combatê-lo. Sem controle, fui passando pelo primeiro portão.


Portão 1 - Eu vi fogo mostrando os cadáveres que foram horrivelmente mutilados, profanados e queimados. Eles estavam chorando tão alto que eu não conseguia ouvir a crepitação do fogo. Um deles veio até mim. Com um olho e furos de balas por todo o corpo, ele disse: "Nós somos os cadáveres profanados que não receberam um enterro apropriado. Temos que ficar aqui até o dia do julgamento." Passei por ele, e fui para o segundo portão. Estava em um edifício.

Portão 2 - Eu estava em um calabouço. Havia pessoas amarradas, gritando de dor. Um estava sendo serrado ao meio de forma muito lenta e seu corpo continuava a se curar pronto para ser serrado novamente. Um deles foi jogado em um lugar com a porta sendo fechada. Quando a abri o corpo parecia tão normal como sempre. Um homem usando uma máscara de um carrasco me disse: "Nós somos os torturadores, torturados pelos nossos próprios meios." Eu fui atrás dele até a saída, e andei pelo o terceiro portão.

Portão 3 - Desta vez eu estava em uma floresta. Estava tudo em silêncio, exceto por alguns gritos. Havia um homem pendurado em uma corda. Outro caiu de um penhasco, reapareceu e caiu novamente. Eu estava correndo. Olhei para trás e o que eu vi foi uma mulher terrivelmente queimada correndo atrás de mim. Eu já sabia o que isso era. Estas foram as pessoas que cometeram suicídio. Corri para o quarto portão. Foi em um palácio.

Portão 4 - Eu estava lá. Vi políticos, pessoas realmente ricas. Um imperador estava sendo roído por leões. Quando o leão arrancou um osso, o quebrou nos dentes. Um político estava sendo espancado pelo que pareciam ser as sombras de prisioneiros. Um homem em um terno veio até mim e disse: "Nós somos o povo corrompido. As pessoas que usaram nosso alcance para ajudar a nós mesmos e não as outras pessoas." Eu andei até o próximo portão, o quinto.

Portão 5 - Eu estava em outra sala. Havia um homem amarrado em uma cama amarrada por chicotes de couro espetado flutuante. A mulher estava sendo queimada por um mais leve, mas seus gritos foram abafados por um pano que foi usado como uma mordaça. Um homem grande veio até mim e disse: "Nós somos os estupradores e os agressores sexuais, pagando por nossos crimes cometidos na Terra." Eu corri para o portão 6.

Portão 6 - Eu estava em um quarto novo. Eu vi um homem e uma mulher, sendo esfaqueados, curando suas feridas quase que imediatamente. Outra pessoa estava sendo enterrada viva. E outro a ser atingido e espetado com uma barra de metal flutuante. Eu sabia quem eram, eles eram as pessoas que estão sendo mortas do jeito que matou suas vítimas. A saída foi o sétimo portão. -O final. Este pesadelo está quase no fim. Está quase no fim- eu disse para mim mesmo.

Portão 7 - Eu estava do lado de fora. Havia um homem vestindo um manto sobre a cabeça coberta com explosivos. Ele explodiu, regenerou-se, e explodiu novamente. Outro estava sendo espancado, esfaqueado por objetos de metal pontiagudos e queimados por tochas, isqueiros e fósforos. Eles foram detidos por pessoas que pareciam sombras. Um deles veio até mim e disse: "Eles são os assassinos em massa, os terroristas e homens-bomba. Eu sou a sombra de uma de suas vítimas e vim espancá-lo e me vingar pela morte de nós na terra." Eu corri para a saída.
Portaum

Quando acordei de manhã eu fiquei terrivelmente assustado. As imagens que eu vi passaram pela minha cabeça. Na verdade isso era tudo o que eu estava pensando durante todo o ano. Tornou-se dia novamente, não tive coragem de ir lá fora à noite. Eu só fui para a cama. Levei um tempo para dormir. Quando eu o fiz eu estava na frente do primeiro portão. Havia mais alguém lá, mas não era um adolescente como eu. Ele estava olhando para mim. Ele ficou chocado ao me ver. Meu corpo, em seguida, tornou-se dormente. Eu não conseguia me controlar de novo. Eu disse a ele com um tom terrível e arranhado. " Emoclew ot eht neves Setag fo lleh". Eu ri e abri a porta para ele. Depois que ele entrou com uma expressão que parecia que ele estava lutando contra algo e lutando. Olhei para mim mesmo em uma taça cheia com o que parecia ser sangue. Vi o porteiro. Eu me tornei o porteiro. Na verdade eu sou o porteiro.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.